PRODUÇÃO ACADÊMICA Repositório Acadêmico da Graduação (RAG) TCC Engenharia de Alimentos
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.pucgoias.edu.br/jspui/handle/123456789/94
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Título: PRODUÇÃO E CARACTERIZAÇÃO DE FILME DE CUTINA COM QUITOSANA A PARTIR DE RESIDUOS DO TOMATE
Autor(es): Morcatti, Nathália
Primeiro Orientador: Pereira Barbosa, Danns
metadata.dc.contributor.referee1: da Mota Bastos, Rodrigo
metadata.dc.contributor.referee2: Carvalho Marques, Flávio
Resumo: O Brasil é o 4º país que mais gera lixo plástico no mundo, mas só recicla 1,28 % deste total. Devido à sua pouca degradabilidade, os plásticos podem permanecer na natureza por mais de 400 anos, causando muita poluição devido ao seu descarte incorreto. Com o interesse em melhorar a qualidade do meio ambiente, associado com a preocupação do acúmulo de lixo não biodegradável, julga-se necessário o desenvolvimento de filmes biodegradáveis a partir de biopolímeros disponíveis em abundância na natureza ou até mesmo a partir de resíduos agrícolas. Um exemplo são os biofilmes de cutina que é uma macromolécula obtida da pele do tomate e pode ser extraído dos resíduos da indústria de atomatados. Assim sendo, este presente estudo tem como objetivo produzir e analisar as propriedades dos biofilmes produzidos a partir da cutina extraída dos resíduos do tomate com e sem adição de quitosana. Com a cutina extraída foram elaborados filmes com adição de quitosana. Os filmes foram submetidos a análise de permeabilidade ao vapor de água, solubilidade em água e ensaio de biodegradação. À medida que se aumentou a concentração de cutina, os filmes ficaram mais finos e muito aderidos à superfície da placa, além de estarem com pouca elasticidade, tornando-se impossível usar os filmes com 75 e 100% de cutina. Quanto a homogeneidade dos filmes, em nenhum dos filmes foi possível notar partículas insolúveis visíveis a olho nu e não houve a formação de bolhas nos filmes. O filme de menor espessura (0,89 mm), o com maior permeabilidade as vapor de água (5,910 (g mm m^(-2) h^(-1) KPa^(-1))x 10^(-4)), o mais solúvel (61%) e o que se degradou mais rapidamente (7 dias) foi o com maior percentual de cutina (50% quitosana/50% cutina). O ensaio de biodegradação confirmou a degradação total dos filmes num período de 21 dias. Filmes com alta solubilidade podem ser uma alternativa agrícola no revestimento de sementes e como filmes comestíveis. Os filmes com alta permeabilidade ao vapor de água podem ter uma aplicação interessante como embalagens de vegetais frescos.
Palavras-chave: biofilme
resíduo
plásticos
CNPq: CNPQ::ENGENHARIAS::ENGENHARIA QUIMICA::TECNOLOGIA QUIMICA::ALIMENTOS
Idioma: por
País: Brasil
Editor: Pontifícia Universidade Católica de Goiás
Sigla da Instituição: PUC Goiás
metadata.dc.publisher.department: Escola de Engenharia
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.pucgoias.edu.br/jspui/handle/123456789/94
Data do documento: 26-Nov-2020
Aparece nas coleções:TCC Engenharia de Alimentos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
TCC II - Nathália Morcatti FINAL2.pdf634,03 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.

Ferramentas do administrador