PRODUÇÃO ACADÊMICA Repositório Acadêmico da Graduação (RAG) TCC Ciências Biológicas - Modalidade Médica
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.pucgoias.edu.br/jspui/handle/123456789/2209
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Título: Serial Killer: a biologia por trás do nome
Autor(es): Silva, Adrielly Rayane Amâncio da
Silva, Gabryela Crystyna Ferreira
Primeiro Orientador: Mota, Ivanise Correia da Silva
metadata.dc.contributor.referee1: Costa, Iasmim Ribeiro da
metadata.dc.contributor.referee2: Vieira, Viviane Maria de Castro Guimarães
Resumo: Serial Killer é o criminoso que mata acima de 3 (três) vítimas em um determinado período de tempo e possui um modus operandi que possibilita sua identificação. De acordo com a psicologia, o perfil deste indivíduo é dito como clinicamente perverso e com graves distúrbios mentais, agindo em um ciclo vicioso de 6 (seis) etapas: áurea, pesca, galanteadora, captura, totem e depressão; sendo caracterizados em 4 (quatro) tipos: visionário, missionário, emotivo e libertino. Em razão dessas características, o presente estudo, veio buscar elementos biológicos capazes de constatar ou promover uma facilidade de sua identificação no meio social. Para tanto, foi realizada pesquisa exploratória de abordagem qualitativa com uso de fontes bibliográficas e bases eletrônicas Scielo, PubMed e MEDLINE. Como conclusão, se verificou que algumas áreas biológicas têm registros que favorecem a identificação de um Serial Killer. Na área da Neuroanatomia, pode-se observar que lesões no córtex pré-frontal e no sistema límbico podem gerar mudanças de personalidade e grandes taxas de agressividade, sendo esses diagnosticados como distúrbios neuropsiquiátricos. Na Bioquímica, obtiveram-se relatos de envolvimento dos fatores: altos traços de metais pesados no sangue, desequilíbrio entre as taxas de testosterona, serotonina e cortisol, alteração no marcador dopamina. Nas áreas da Genética e da Biologia Molecular, têm-se estudos que envolveram a aneuploidia trissômica do cromossomo Y (notação cariótipica 47, XYY), as variantes dos genes HTR2B (serotonina - Lócus 2q37.1), MAOA-L (monoamina oxidase A - Lócus Xp11.3 – Xp11.4) e CADHERIN 13-CDH13 (caderina - Lócus 16q23.3). Relatos a partir de alguns exames laboratoriais e de imagem capazes de serem correlacionados com as variáveis em um Serial Killer foram inseridos no estudo, com o intuito de fortalecer e caracterizar as áreas envolvidas, perfazendo com isto a possibilidade de facilitar a identificação de um possível individuo Serial Killer, tranquilizando assim, o cidadão que vive em comunidade.
Abstract: A Serial Killer is a criminal that kills over 3 (three) victims within a set period of time and has a modus operandi which allows for their identification. According to psychology, such individuals are clinically perverse and have severe mental disorders, acting in a vicious cycle composed of 6 (six) phases: Aura, Trolling, Wooing, Capture, Murder and Depression; being divided in 4 (four) types: visionary, missionary, hedonistic and power-oriented. Due to these characteristics, this thesis aims to find biological elements capable of identifying or making identification of said people easier. To this end, an exploratory research with a qualitative approach was performed, making use of the bibliographic sources and electronic databases Scielo, PubMed and MEDLINE. As the result of this study, it was verified that certain branches of Biology have indicators capable of helping with the indentification of a Serial Killer. In Neuroanatomy, it's observed that injuries in the limbic system and in the prefrontal cortex can cause personality changes and high levels of aggressiveness, which are diagnosed as neuropsychiatric disorders; In Biochemistry, reports were obtained regarding the involvement of the factors: high traces of heavy metals in the blood, an imbalance in the levels of testosterone, serotonin, and cortisol, the markers dopamine; The branches of Genetics and Molecular Biology have studies that involved the trisomic aneuploidy of the Y chromosome (karyotype notation 47, XXY), variant of the genes HTR2B (serotonina - Lócus 2q37.1), gene MAOA-L (monoamine oxidase A - Lócus Xp11.3 - Xp11.4), and the gene CADHERIN 13-CDH13 (cadherin - Lócus 1q23.3). Reports of some laboratory and image exams capable of being correlated with the variables in Serial Killers were inserted in the thesis, with the goal of strengthening and characterizing the branches involved, thus establishing the possibility of easier identification of potential Serial Killers, reassuring citizens who live in said community.
Palavras-chave: Biologia
Criminalidade
Exames laboratoriais
Modus operandi
Serial killer
Biology
Criminaly
Laboratory tests
Operandi modus
Serial killer
CNPq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS
Idioma: por
País: Brasil
Editor: Pontifícia Universidade Católica de Goiás
Sigla da Instituição: PUC Goiás
metadata.dc.publisher.department: Escola de Ciências Médicas, Farmacêuticas e Biomédicas
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.pucgoias.edu.br/jspui/handle/123456789/2209
Data do documento: 27-Mai-2021
Aparece nas coleções:TCC Ciências Biológicas - Modalidade Médica

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
TCC ADRIELLY E GABRYELA.pdf498,32 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.

Ferramentas do administrador