PRODUÇÃO ACADÊMICA Repositório Acadêmico da Graduação (RAG) TCC Medicina
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.pucgoias.edu.br/jspui/handle/123456789/3012
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Título: Epidemiologia da sífilis gestacional e congênita no estado de Goiás no período de 2013 a 2018
Título(s) alternativo(s): Epidemiology of gestational and congenital syphilis in the state of Goiás from 2013 to 2018
Autor(es): Neto, Lafaiete de Godoi
Gomes, Leonardo Magalhães
Primeiro Orientador: Rocha Sobrinho, Hermínio Maurício da
metadata.dc.contributor.referee1: Mesquita, Mauro Meira de
metadata.dc.contributor.referee2: Neves, Roberpaulo Anacleto
Resumo: O objetivo deste estudo foi descrever a ocorrência e o perfil dos casos notificados de sífilis gestacional e congênita no estado de Goiás, Brasil, no período de 2013 a 2018. Trata-se de um estudo descritivo, com dados do Sistema de Informações sobre Nascidos Vivos (SINASC) e do Sistema de Informação de Agravos de Notificação (SINAD). No período avaliado, verificou-se 7.070 casos de Sífilis em gestantes e 2.351 casos de Sífilis Congênita (SC) notificados e confirmados no estado de Goiás. As taxas de incidência de SC foram crescentes do ano de 2013 ao de 2018, de 2,75 a 4,55 por 1.000 nascidos vivos; o município de Goiânia-GO concentrou 61,2% das notificações; predominaram, como características maternas, idade de 20-39 anos (71,38%), escolaridade até o Ensino Médio Incompleto (36,70%), realização de pré-natal (93,3%), diagnóstico da sífilis no pré-natal (56,10%) e parceiros de mães não tratados (77,10%). Conclui-se que se faz necessária a adoção de novas estratégias para efetividade da assistência pré-natal prestada e consequente redução da incidência da sífilis congênita no estado de Goiás.
Abstract: The objective of this study was to describe the occurrence and the profile of the reported cases of gestational and congenital syphilis in the state of Goiás, Brazil, from 2013 to 2018. This is a descriptive study with data from the Live Birth Information System (Sinasc) and the Notification of Injury Information System (Sinan). In the period evaluated, there were 7,070 cases of syphilis in pregnant women and 2,351 cases of congenital syphilis (SC) reported and confirmed in the State of Goiás. The incidence rates of SC were increased from 2013 to 2018, from 2.75 to 4.55 per 1,000 live births; the municipality of Goiânia-GO concentrated 61.2% of notifications; (71.38%), schooling up to Incomplete High School (36.70%), prenatal (93.3%), diagnosis of syphilis in the pre- (56.10%) and partners of untreated mothers (77.10%). It is concluded that it is necessary to adopt new strategies for the effectiveness of prenatal care provided and consequently reduce the incidence of congenital syphilis in the state of Goiás.
Palavras-chave: Sífilis
Sífilis congênita
Epidemiologia
Gestantes
CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::SAUDE COLETIVA
Idioma: por
País: Brasil
Editor: Pontifícia Universidade Católica de Goiás
Sigla da Instituição: PUC Goiás
metadata.dc.publisher.department: Escola de Ciências Médicas, Farmacêuticas e Biomédicas
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.pucgoias.edu.br/jspui/handle/123456789/3012
Data do documento: 21-Mai-2019
Aparece nas coleções:TCC Medicina

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
Artigo Sífilis Congênita_Lafaiete 2019.pdf130,4 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.

Ferramentas do administrador