PRODUÇÃO ACADÊMICA Repositório Acadêmico da Graduação (RAG) TCC Enfermagem
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.pucgoias.edu.br/jspui/handle/123456789/527
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Título: Planejamento sexual e reprodutivo: fatores intervenientes e ações do Enfermeiro
Autor(es): Rocha, Kamylla Teixeira
Cotrim, Mayara Silva
Primeiro Orientador: Toledo, Silvia Rosa de Souza
metadata.dc.contributor.referee1: Leite, Vanusa Claudete Anastácio Usier
metadata.dc.contributor.referee2: Guimarães, Elizângela Euripedes Resende
Resumo: Introdução: o planejamento reprodutivo reforça os direitos sexuais e reprodutivos das pessoas independente do desejo de constituir famílias. As decisões baseadas em informações seguras sobre fecundidade, conhecimento sobre o corpo e o acesso aos recursos, são prerrogativas vinculadas ao planejamento reprodutivo (BRASIL, 2013; FIOCRUZ, 2018). Objetivo: descrever as publicações científicas sobre planejamento sexual e reprodutivo, fatores intervenientes e ações do enfermeiro, com foco na atenção primária em saúde. Metodologia: revisão narrativa da literatura, considerada apropriada para descrever e discutir o desenvolvimento ou o "estado da arte" de um determinado assunto, sob ponto de vista teórico ou contextual. A busca ocorreu nas bases de dados Literatura Latino Americana e do Caribe de Ciências da Saúde (LILACS), Biblioteca Virtual em Saúde/Base de dados de Enfermagem (BVS/BDENF) e Scientific Electronic Library Online (Scielo), com os descritores em Ciências da Saúde (DeCS): enfermagem; planejamento sexual; planejamento reprodutivo, planejamento familiar, articulados pelo operador booleano AND. Incluíram-se os estudos em língua portuguesa, completos, gratuitos e disponíveis em meio eletrônico, que abrangeram como tema central gravidez não planejada; saúde sexual e reprodutiva na atenção primária e enfermagem, no período de 2015 a 2020. Excluíram-se artigos incompletos, indisponíveis em meio eletrônico; relatos de experiência; dissertações de mestrado e teses de doutorado, bem como as publicações fora do período estabelecido e com temáticas incompatíveis aos objetivos pretendidos. Resultados e Discussão: Encontrou-se 84 artigos, sendo 70 excluídos por não serem pertinentes aos objetivos pretendidos e 6 por estarem incompletos ou indisponíveis gratuitamente. Ao final foram selecionados 08 estudos, por atenderem na íntegra os critérios de inclusão, sendo 05 na BVS/BDENF/LILACS e 3 na SciELO. Notou-se que a maior parte dos títulos enfatizaram os saberes das mulheres acerca do Planejamento Reprodutivo, destacaram o conhecimento e uso de métodos contraceptivos. Parte dos estudos fizeram menções sobre a participação efetiva do profissional de saúde na escolha dos métodos. Os artigos apontaram influência das relações de gênero nas ações do Planejamento Reprodutivo, evidenciado pela menor participação dos homens em relação às mulheres, que ainda são responsabilizadas pelo papel reprodutivo. Os principais fatores intervenientes foram a falta de informação das usuárias, 6 artigos (26%); dificuldade de adesão aos métodos contraceptivos em 5 estudos (22%); responsabilidade reprodutiva em torno das mulheres e condições socioeconômicas em 4 artigos, respectivamente (17%); a indisponibilidade dos métodos contraceptivos e a falta de preparação profissional para a efetivação do planejamento reprodutivo em 3 (13%), cada; a dificuldade de utilização dos métodos contraceptivos por medo ou vergonha da família em saber sobre a vida sexual ativa e o alto número de abortos relacionados ao não planejamento da gravidez apareceram em 2 artigos (9%). Considerações finais: o estudo destacou a Política Nacional de Planejamento Sexual e Reprodutivo, os fatores intervenientes na adesão aos métodos contraceptivos e a importância das ações do enfermeiro nessa área de atenção à saúde. Observou-se que a desinformação da população sobre a importância do uso correto dos métodos contraceptivos, é um fator agravante para a ocorrência de gravidez não planejada. Houve destaque para o papel do enfermeiro, com relevância no âmbito da implementação das estratégias pertinentes à saúde sexual e reprodutiva nos espaços de atendimento.
Palavras-chave: planejamento sexual
sexual planning
planejamento reprodutivo
reproductive planning
planejamento familiar
family planning
enfermagem
nursing
CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::ENFERMAGEM
Idioma: por
País: Brasil
Editor: Pontifícia Universidade Católica de Goiás
Sigla da Instituição: PUC Goiás
metadata.dc.publisher.department: Escola de Ciências Sociais e da Saúde
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.pucgoias.edu.br/jspui/handle/123456789/527
Data do documento: 9-Out-2020
Aparece nas coleções:TCC Enfermagem

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
PLANEJAMENTO SEXUAL E REPRODUTIVO fatores intervenientes e ações do enfermeiro 1.pdfTrabalho de Conclusão de Curso1,01 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.

Ferramentas do administrador