PRODUÇÃO ACADÊMICA Repositório Acadêmico da Graduação (RAG) TCC Fonoaudiologia
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.pucgoias.edu.br/jspui/handle/123456789/492
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Título: Hábitos deletérios da infância
Autor(es): Cerqueira, Sabryna
Primeiro Orientador: Lacerda, Maria Carolina Cabral de
metadata.dc.contributor.referee1: Tanigute, Christiane
metadata.dc.contributor.referee2: Franco, Rachel
Resumo: Introdução: O sistema estomatognático (SE) é composto por ossos, músculos, articulações, dentes, lábios, língua, bochechas, glândulas, artérias, veias e nervos, que realizam funções de sucção, mastigação, deglutição, fonoarticulação e respiração. Objetivo: O objetivo desse trabalho foi verificar a ocorrência e associar a presença dos hábitos bucais deletérios com as estruturas e funções do Sistema Estomatognático, quanto aos aspectos de fala, oclusão e respiração. Metodologia:Trata-se de um estudo de Revisão Integrativa da Literatura, sendo efetuado busca de artigos sobre o tema nas bases de dados LILACS, SCIELO na Biblioteca Virtual em Saúde e no Google Acadêmico. Foram selecionados artigos entre os anos de 2005 e 2017 e para tal, sendo utilizadas as palavras-chaves hábitos deletérios, fonoaudiologia, sistema estomatognático, transtornos fonoaudiológicos. Resultados: Após uma análise criteriosa, estabeleceram-se 7 artigos que se adequaram aos critérios de inclusão. De acordo com a análise dos artigos, os resultados mostraram que a substituição da amamentação natural por mamadeira pode desencadear prejuízos no desenvolvimento sensório motor oral, por falta da correta estimulação das estruturas orofaciais, e favorecer a instalação de hábitos orais.Discusão:Os hábitos bucais deletérios podem interferir no crescimento e no desenvolvimento normal dos maxilares, favorecendo o aparecimento de más oclusões e alterações nos padrões normais de deglutição e fonação, dependendo de fatores como: duração, frequência, intensidade e padrão facial. Outro aspecto importante quando se trata de hábitos deletérios, é sobre a remoção do hábito de sucção não nutritiva. Essa deve ser embasada na conversa e orientações sistemáticas com os pais. Isto faz com que a criança estabeleça uma relação de segurança e um ambiente familiar de amor e carinho, respeitando os limites e entendendo o porquê do uso da chupeta ou do dedo. Os hábitos orais deletérios necessitam de uma abordagem multidisciplinar e transdisciplinar para a sua remoção, não apenas no contexto do processo mecânico ou funcional, mas considerando as suas implicações emocionais. Assim a atuação da fonoaudiologia é indispensável.
Palavras-chave: Hábitos deletérios
Fonoaudiologia
Sistema estomatognático
Transtornos fonológicos
CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::SAUDE COLETIVA
Idioma: por
País: Brasil
Editor: Pontifícia Universidade Católica de Goiás
Sigla da Instituição: PUC Goiás
metadata.dc.publisher.department: Escola de Ciências Sociais e da Saúde
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.pucgoias.edu.br/jspui/handle/123456789/492
Data do documento: 8-Dez-2020
Aparece nas coleções:TCC Fonoaudiologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Sabryna Cerqueira.pdf385,75 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.

Ferramentas do administrador