PRODUÇÃO ACADÊMICA Repositório Acadêmico da Graduação (RAG) TCC Medicina
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.pucgoias.edu.br/jspui/handle/123456789/4560
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Título: Percepção de médicas cirurgiãs plásticas sobre o processo de formação médica e a influência sobre o corpo feminino
Autor(es): Mendes, Ana Clara Barboza
Moraes, Marilia Teixeira de
Primeiro Orientador: Almeida, Rogerio José de
metadata.dc.contributor.referee1: Bastos, Gabriela Cunha Fialho Cantarelli
metadata.dc.contributor.referee2: Mamede, Lorenna Rocha Lobo e Silva
Resumo: Introdução: O corpo feminino tem um padrão estético definido e divulgado pelas mídias sociais. E as características estabelecidas como ideais são inviáveis sem a participação da cirurgia plástica estética, o que implica em números altíssimos desses procedimentos. O paciente em sua grande maioria é feminino e, paradoxalmente, o cirurgião que molda a estética (feminina) é predominantemente masculino. O estudo teve por objetivo compreender a percepção de médicas cirurgiãs em relação ao corpo feminino e as cirurgias plásticas estéticas. Métodos: Trata-se de um estudo transversal descritivo com abordagem qualitativa e exploratória. Realizou-se entrevistas semi-estruturadas com médicas cirurgiãs plásticas que realizavam cirurgias plásticas estéticas. No total, sete entrevistadas participaram da pesquisa, quantidade que possibilitou a saturação teórica. Resultados: Após a realização, transcrição e análise das entrevistas, com posterior codificação das falas dos entrevistados, surgiram as seguintes categorias explicativas do fenômeno: 1) formação até a cirurgia plástica; 2) percepção acerca do corpo feminino; 3) percepção a respeito das escolhas das pacientes; 4) responsabilidade da cirurgia plástica na instituição de padrões sociais de corpo. Conclusão: Foi possível verificar que a trajetória dessas médicas foi galgada por diversas situações de discriminação de gênero. E que as mulheres ainda não são maioria nas especialidades cirúrgicas. Os motivos pelos quais as pacientes buscam o plástico baseado em gênero é pela falsa ideia de que homens possuem maior capacidade; em contextos de ciúmes por parte do parceiro; ou o sentimento de maior valorização dada às queixas das pacientes por cirurgiãs. A mulher busca um padrão de beleza inatingível e hiperssexualizado. A mídia tem papel crucial em suscitar esse desejo muitas vezes injusto e até abusivo. E isso incita um aumento desenfreado na busca por cirurgias plásticas estéticas, banalizando esses procedimentos, ignorando sua enorme dimensão e desconsiderando seus riscos.
Palavras-chave: Cirurgia Plástica
Metodologia Qualitativa
Saúde da Mulher
CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::SAUDE COLETIVA
Idioma: por
País: Brasil
Editor: Pontifícia Universidade Católica de Goiás
Sigla da Instituição: PUC Goiás
metadata.dc.publisher.department: Escola de Ciências Médicas e da Vida
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.pucgoias.edu.br/jspui/handle/123456789/4560
Data do documento: 28-Mai-2022
Aparece nas coleções:TCC Medicina

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
Artigo Final - Ana Clara & Marília - Finalizado - Repositório.docx
  Until 2023-01-01
32,3 kBMicrosoft Word XMLVisualizar/Abrir    Solictar uma cópia


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.

Ferramentas do administrador