PRODUÇÃO ACADÊMICA Repositório Acadêmico da Graduação (RAG) TCC Medicina
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.pucgoias.edu.br/jspui/handle/123456789/4556
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Título: Fatores associados às atitudes socioculturais em relação à aparência em estudantes de medicina
Autor(es): Cardoso, Karolina de Souza
Primeiro Orientador: Almeida, Rogerio José de
metadata.dc.contributor.referee1: Bastos, Gabriela Cunha Fialho Cantarelli
metadata.dc.contributor.referee2: Mamede, Lorenna Rocha Lobo e Silva
Resumo: Introdução: O estudante de medicina esta exposto a diversos fatores estressores que prejudicam a sua saúde mental. Sendo um importante grupo de risco para depressão, ansiedade, burnout e entre outros. Todavia, todas as condições relacionadas com seu cotidiano, horas de estudos, privação de sono, muitas vezes privação do lazer e personalidade perfeccionista podem leva-lo a ter também uma atitude sociocultural com relação a sua aparência um pouco abusiva, levando-os também a serem grupos de risco para gordofobia, vigorexia e outros transtornos alimentares. Objetivo: Analisar os fatores associados às atitudes socioculturais em relação à aparência em estudantes de medicina. Métodos: Trata-se de um estudo transversal analítico com abordagem quantitativa. A pesquisa foi realizada por meio de questionários aplicados aos estudantes de medicina de todo país, um destes questionários foi o Questionário de Atitudes Socioculturais em Relação à Aparência-4 (SATAQ-4). Resultados: Obteve-se como resultado que 78% dos entrevistados foram mulheres, o IMC foi considerado normal em 66,7% dos casos. Fatos importantes que foram relacionados com a internalização do corpo magro foi que sua grande maioria são mulheres e a internalização do corpo muscular prevaleceu sobre o público masculino. Além disso, foram avaliados a pressão familiar e dos amigos, que obteve-se maior relevância naqueles, que possuíam medo de engordar, tinham algum diagnóstico prévio de doença psiquiátrica, preocupa-se com a quantidade de calorias ingeridas , naqueles que seguem alguma dieta. Além disso, foi notificado a expressividade da mídia nesta relação, percebeu-se que aqueles que mais sofrem a influência da mesma são aqueles que se preocupam com a quantidade de calorias ingeridas, possuem medo de engordar, possuem algum tipo de doença psiquiátrica já previamente estabelecida, se considera ansioso/estressado, aqueles que se consideram tristes e completamente insatisfeitos com próprio corpo. Conclusão: Concluiu-se que a várias fatores relacionados com esta abordagem. A auto imagem do estudante de medicina esta ligada diretamente com fatores externos, como pressão de familiares, amigos e mídia, mas ao mesmo tempo esta relacionado com a forma perfeccionista que este se submete. Muitas vezes criando padrões inatingíveis a serem seguidos.
Palavras-chave: Estudantes de medicina
Imagem corporal
Saúde mental
CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::SAUDE COLETIVA
Idioma: por
País: Brasil
Editor: Pontifícia Universidade Católica de Goiás
Sigla da Instituição: PUC Goiás
metadata.dc.publisher.department: Escola de Ciências Médicas e da Vida
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.pucgoias.edu.br/jspui/handle/123456789/4556
Data do documento: 28-Mai-2022
Aparece nas coleções:TCC Medicina

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
Artigo Final - Karolina - Finalizado - Repositório.docx
  Until 2023-01-01
37,61 kBMicrosoft Word XMLVisualizar/Abrir    Solictar uma cópia


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.

Ferramentas do administrador