PRODUÇÃO ACADÊMICA Repositório Acadêmico da Graduação (RAG) TCC Ciências Biológicas - Modalidade Médica
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.pucgoias.edu.br/jspui/handle/123456789/342
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Título: Prevalência da doença de chagas em pacientes atendidos no laboratório clínico da PUC GO
Autor(es): Cardoso, Lorrayne Lopes
Rodrigues, Rafaella Nascimento
Primeiro Orientador: Costa, Iasmim Ribeiro da
metadata.dc.contributor.referee1: Mesquita, Mauro Meira
metadata.dc.contributor.referee2: Mota, Ivanise Silva
Resumo: A doença de chagas é uma doença endêmica e de evolução crônica. Transmitida através de hemípteros hematófagos e estimulada por hemoflagelado da família Trypanosomidae. Descoberta no estado de Minas Gerais, em 1907, quando Carlos Chagas iniciou uma pesquisa sobre a doença, daí o nome. A doença tem uma evolução intracelular, ou seja, ataca as células, tecidos e órgãos, sendo desenvolvida através da divisão binária sucessiva, onde não ocorre esquizogonia. A doença é resultante das alterações produzidas pelo ser humano ao meio ambiente, das distorções econômicas e das injunções sociais. O protozoário responsável pela parasitose, Trypanosoma cruzi, vivia restrito à situação silvestre e circulava entre mamíferos do ambiente natural. Após a invasão do homem, ocorreu a sua inclusão no ciclo epidemiológico da doença. Os triatomíneos, encontraram naquelas habitações uma condição ideal de abrigo e de alimentação abundante tornando a transmissão vetorial no mecanismo primário de difusão da doença. Durante a picada, o inseto defeca e nas fezes pode ter a presença dos protozoários. Outra forma de contaminação, se dá pela transfusão sanguínea e transmissão transplacentária (congênita). Objetivo: Realizar uma pesquisa sobre a prevalência da doença de Chagas no Laboratório Clínico da PUC GO no ano de 2018 e verificar qual faixa etária foi mais acometida, assim como o sexo. Metodologia: Este é um estudo retrospectivo, onde foi realizado um levantamento de pacientes que fizeram sorologia para a doença de Chagas no ano de 2018 no Laboratório Clínico da PUC GO. Ao todo, foram levantados 253 prontuários dos quais os pacientes realizaram sorologia para a doença de Chagas. Foram excluídos os pacientes atendidos no laboratório que não realizaram sorologia para esta doença. O presente estudo faz parte do projeto aprovado pelo comitê de Ética e Pesquisa da Pontifícia Universidade Católica de Goiás pelo parecer n° 235. 376 de 20 de março de 2013. Conclusão: Após a análise dos dados podemos concluir que a prevalência da doença de chagas em pacientes atendidos no Laboratório Clínico da PUC Goiás no ano de 2018 foi de 13,4%. Não foi observada uma diferença significativa entre os sexos. Porém verificou-se que a doença foi mais prevalente na faixa etária entre 60 e 69 anos.
Palavras-chave: Doença de chagas
Hemoflagelado
Trypanosomidae
Açaízeiro
Chagas disease
Hemoflagellate
Trypanosomidae
Açaízeiro
CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE
Idioma: por
País: Brasil
Editor: Pontifícia Universidade Católica de Goiás
Sigla da Instituição: PUC Goiás
metadata.dc.publisher.department: Escola de Ciências Médicas, Farmacêuticas e Biomédicas
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.pucgoias.edu.br/jspui/handle/123456789/342
Data do documento: 22-Out-2020
Aparece nas coleções:TCC Ciências Biológicas - Modalidade Médica

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
TCC Lorrayne e Rafaela VersaŞo final.pdf184,69 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.

Ferramentas do administrador