PRODUÇÃO ACADÊMICA Repositório Acadêmico da Graduação (RAG) TCC Medicina
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.pucgoias.edu.br/jspui/handle/123456789/3339
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Título: Fatores associados a ansiedade, depressão e estresse em estudantes de medicina na pandemia da covid-19
Autor(es): Barros, Gustavo Felipe Oliveira
Coimbra Neto, João Bosco Rocha
Primeiro Orientador: Almeida, Rogério José de
metadata.dc.contributor.referee1: Bastos, Gabriela Cunha Fialho Cantarelli
metadata.dc.contributor.referee2: Mamede, Lorenna Rocha Lobo e Silva
Resumo: Introdução: O curso de medicina apresenta alta prevalência de transtornos mentais e essa situação é agravada com a pandemia da COVID-19. Assim, o objetivo deste estudo foi analisar os fatores associados aos sintomas de ansiedade, depressão e estresse em estudantes de medicina durante o período pandêmico. Métodos: Trata-se de um estudo transversal analítico com abordagem quantitativa. Foram aplicados dois questionários, sendo o primeiro sobre dados sociodemográficos, pessoais e acadêmicos e o segundo a Escala DASS-21. Resultados: Investigou-se uma amostra de 274 estudantes de medicina. A maioria dos participantes era do sexo feminino (63,5%) e tinha entre 21 a 25 anos (58,4%). Dos entrevistados, 40,1% raramente encontraram os amigos. A maior parte estava insatisfeita com o rendimento acadêmico (79,9%) e acusou piora na qualidade de vida (54,7%). Em relação aos dados sociodemográficos, foi evidenciada uma incidência muito maior de depressão, ansiedade e estresse em estudantes do sexo feminino (p<0,0001). No que diz respeitos aos dados pessoais e clínicos os estudantes que já tinham doença psiquiátrica apresentaram mais comumente ansiedade, estresse e depressão (p<0,0001), também, quem já fazia terapias psicológicas tiveram o mesmo resultado (p<0,0001). Já para os aspectos acadêmicos, no grupo que referiu já ter pensado em abandonar o curso houve maior incidência de depressão, ansiedade e estresse (p<0,0001), bem como quem referiu piora na qualidade de vida durante a pandemia teve depressão, ansiedade e estresse com maior frequência (p<0,0001). Conclusão: Este estudo evidenciou aspectos sociodemográficos, pessoais e acadêmicos e, consequentemente, os fatores que estiveram associados a maiores níveis de ansiedade, depressão e estresse em estudantes de medicina durante a pandemia da COVID-19. Tendo em vista o impacto da pandemia na saúde mental dos estudantes, é essencial a adoção de medidas e programas específicos que visem a diminuição e prevenção dos transtornos psíquicos no ambiente estudantil.
Palavras-chave: Covid-19
Educação médica
Estudantes de medicina
Saúde mental
CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::SAUDE COLETIVA
Idioma: por
País: Brasil
Editor: Pontifícia Universidade Católica de Goiás
Sigla da Instituição: PUC Goiás
metadata.dc.publisher.department: Escola de Ciências Médicas e da Vida
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.pucgoias.edu.br/jspui/handle/123456789/3339
Data do documento: 22-Out-2021
Aparece nas coleções:TCC Medicina

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo Final - Gustavo & João Bosco.pdfArtigo Final145,76 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Comprovante de Submissão - RBEM.pdfComprovante Submissão61,19 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.

Ferramentas do administrador