PRODUÇÃO ACADÊMICA Repositório Acadêmico da Graduação (RAG) TCC Medicina
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.pucgoias.edu.br/jspui/handle/123456789/1725
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Título: Cobertura vacinal e os fatores associados a não vacinação em crianças menores de um ano em Goiás, Brasil
Título(s) alternativo(s): Cobertura vacinal e os fatores associados a não vacinação em crianças menores de um ano em Goiás, Brasil
Autor(es): Baldo, Bárbara Garcia de Freitas
Oliveira, Carolina Silva
Primeiro Orientador: Neves, Roberpaulo Anacleto
metadata.dc.contributor.referee1: Milki, Marcos Vinícius
metadata.dc.contributor.referee2: Manrique, Edna Joana Cláudio
Resumo: Atualmente, no calendário nacional de vacinação de 2020, toda criança menor de um ano de idade deve tomar dez vacinas, sendo: BCG, hepatite B, pentavalente, poliomielite, pneumo 10v, rotavírus humano, meningoc C, febre amarela, tríplice Viral e influenza. A disseminação dessas informações de saúde permite a tomada de decisões baseadas em evidências e a programação de ações em saúde. O objetivo foi verificar a cobertura vacinal e a influência dos fatores associados a não vacinação no Estado de Goiás em crianças de zero a doze meses durante o intervalo de 2016 a 2020. Trata-se de um estudo epidemiológico descritivo, referente à cobertura vacinal em crianças menores de um ano, nos municípios do estado de Goiás, entre os anos de 2016 a 2020. As médias da cobertura vacinal entre 2016 e 2020 foram: BCG, 92,70%; Hepatite B nos primeiros 30 dias de vida, 80,25%; Rotavírus, 98,39%; Meningocócica C, 99,23%; primeiro reforço da Meningocócica C, 97,72%; Hepatite B após os 30 dias de vida, 95,82%; Pentavalente, 92,38%; Pneumocócica, 102,37%; Primeiro reforço da pneumocócica, 91,76%; Poliomielite, 95,38%; Febre Amarela, 87,22%; Tríplice Viral, 97,35%. A análise de cada vacina de forma isolada sugere a efetividade do PNI nos municípios de Goiás, de maneira geral, apesar de nem todas as vacinas estarem dentro meta estabelecida pela OMS. Quanto à análise por município, foi encontrado um padrão no aspecto populacional de municípios que se repetiam com as melhores e piores médias de cobertura vacinal de 2016 a 2020 em Goiás, apresentando, ainda influência de fatores socioeconômicos. A avaliação da cobertura vacinal infantil permite identificar pontos falhos nas campanhas de vacinação, fatores que podem estar relacionados com a baixa cobertura vacinal, quantificar as crianças que estão cumprindo a caderneta vacinal proposta pelo PNI, possibilitando a aplicação de políticas públicas para tornar a vacinação mais eficaz em Goiás.
Abstract: Currently, in the 2020 national vaccination calendar, every child under one year of age must have ten vaccinations: BCG, hepatitis B, pentavalent, polio, pneumo 10v, human rotavirus, Meningo C, yellow fever, triple Viral and influenza. Justification: The dissemination of this information allows for decision-making based on evidence and the programming of actions, thus, the study becomes relevant thanks to the scarcity of research of this character on vaccination coverage from zero to twelve months in each municipality in the State of Goiás and the associated factors. The objective was to verify vaccination coverage and the influence of factors associated with non-vaccination in the State of Goiás in children aged zero to twelve months during the period from 2016 to 2020. This is a descriptive epidemiological study, referring to vaccination coverage in children under one year old, in the municipalities of the state of Goiás. The average vaccination coverage between 2016 and 2020 were: BCG, 92.70%; Hepatitis B in the first 30 days of life, 80.25%; Rotavirus, 98.39%; Meningococcal C, 99.23%; first reinforcement of Meningococcal C, 97.72%; Hepatitis B after 30 days of life, 95.82%; Pentavalent, 92.38%; Pneumococcal, 102.37%; First pneumococcal reinforcement, 91.76%; Poliomyelitis, 95.38%; Yellow Fever, 87.22%; Triple Viral, 97.35%. An analysis of each vaccine necessary for the effectiveness of the PNI in the municipalities of Goiás, in general, although not all vaccines are within the goal accumulated by WHO. As for the analysis by municipality, a pattern with no population aspect was found in the municipalities that repeat themselves with the best and worst vaccine coverage averages, still affect socioeconomic factors. This analysis coverage allows identifying flawed points in children's vaccination campaigns, factors that may be related to low vaccination coverage, quantifying children who are, in fact, fulfilling a vaccination booklet proposed by the PNI, enabling the application of public policies to make vaccination more effective in Goiás.
Palavras-chave: Imunização
Vacinas
Cobertura vacinal
CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE
Idioma: por
País: Brasil
Editor: Pontifícia Universidade Católica de Goiás
Sigla da Instituição: PUC Goiás
metadata.dc.publisher.department: Escola de Ciências Médicas, Farmacêuticas e Biomédicas
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.pucgoias.edu.br/jspui/handle/123456789/1725
Data do documento: 28-Mai-2021
Aparece nas coleções:TCC Medicina

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
TCC - Bárbara e Carolina.pdf885,5 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.

Ferramentas do administrador