PRODUÇÃO ACADÊMICA Repositório Acadêmico da Graduação (RAG) TCC Fisioterapia
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.pucgoias.edu.br/jspui/handle/123456789/1829
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.creatorAlves, Ana Lara Marques-
dc.date.accessioned2021-06-21T17:23:51Z-
dc.date.available2021-06-21T17:23:51Z-
dc.date.issued2021-06-14-
dc.identifier.urihttps://repositorio.pucgoias.edu.br/jspui/handle/123456789/1829-
dc.description.abstractIntroduction: Premature Ejaculation (PE) is defined as a psychosomatic disorder, influenced by biological factors, which may negatively affect other psychological effects linked to the effect of early experience. It is estimated that 20 to 30% of men have premature ejaculation at some point in their lives. Objective: To verify the effects of the treatment and the epidemiological profile of men with premature ejaculation undergoing Extracorporeal Low Intensity Shockwave Therapy (ESWT). Methods: This is an epidemiological, retrospective and descriptive study with a quantitative approach, through the analysis of medical records of patients diagnosed with premature ejaculation, treated with the ESWT technique in a clinic in the city of Goiânia. Data were analyzed using the statistical package SPSS 26.0 (Statistical Package for Social Science). Data normality was verified by applying the Kolmogorov – Smirnov test. The analysis of the evolution of the bioesthesiometer before and after treatment was performed using the Wilcoxon test. Results: The study sample consisted of 35 medical records. Average age of 38,7 years. 54,9% married. 45,7% with concomitant pathologies. 51,4% EP in less than 1 minute. 48,6% occur in fixed situations. 91,4% had negative reactions. When comparing the value of the initial Bioesthesiometer and after treatment, there was a statistically significant improvement with the initial mean of 2.13 and final mean of 6.30 (p<0.001). Conclusion: The sample studied showed satisfactory results with the therapy used, but there are still gaps regarding the knowledge of PE and non-drug treatments for the disorder.pt_BR
dc.description.sponsorshipNão recebi financiamentopt_BR
dc.languageporpt_BR
dc.publisherPontifícia Universidade Católica de Goiáspt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectEjaculação precocept_BR
dc.subjectDisfunções sexuais masculinapt_BR
dc.subjectBioestesiômetropt_BR
dc.subjectDisfunção erétilept_BR
dc.titleEfeitos da terapia extracorpórea por ondas de choque na hipersensibilidade do pênis em homens com ejaculação precocept_BR
dc.typeTrabalho de Conclusão de Cursopt_BR
dc.contributor.advisor1Silva, Patricia Leite Alvares-
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/5859011402550546pt_BR
dc.contributor.referee2Pinto, Sílvia Maria Costa-
dc.contributor.referee2Latteshttp://lattes.cnpq.br/9283955086848470pt_BR
dc.contributor.referee3Miranda, Ana Karolline Ribeiro-
dc.contributor.referee3Latteshttp://lattes.cnpq.br/8247078646560658pt_BR
dc.description.resumoIntrodução: A Ejaculação Precoce (EP) é definida como um distúrbio psicossomático, com influência de fatores biológicos, podendo condicionar negativamente a outros efeitos psicológicos ligados ao efeito de experiência precoce. Estima-se que 20 a 30% dos homens apresentem ejaculação precoce em algum momento da vida. Objetivo: Verificar os efeitos do tratamento e o perfil epidemiológico dos homens com ejaculação precoce submetidos a Terapia Extracorpórea por Ondas de Choque (ESWT) de Baixa Intensidade. Métodos: Trata-se de um estudo epidemiológico, retrospectivo e descritivo com abordagem quantitativa, através da análise de prontuários de pacientes com diagnóstico de ejaculação precoce, atendidos com a técnica ESWT em uma clínica na cidade de Goiânia. Os dados foram analisados usando o pacote estatístico SPSS 26.0 (Statistical Package for Social Science). A normalidade dos dados foi verificada aplicando-se o Teste de Kolmogorov – Smirnov. A análise da evolução do bioestesiômetro antes e após o tratamento foi realizada utilizando o Teste de Wilcoxon. Resultados: A amostra do estudo foi composta por 35 prontuários. Idade média de 38,7 anos. 54,9% casados. 45,7% com patologias concomitantes. 51,4% EP em menos de 1 minuto. 48,6% ocorrem em situações fixas. 91,4% obtiveram reações negativas. Ao comparar o valor do Bioestesiômetro inicial e após o tratamento, houve melhora estatisticamente significativa com a média inicial de 2.13 e média final 6.30 (p<0,001). Conclusão: A amostra estudada apresentou resultados satisfatórios com a terapia utilizada, mas ainda existem lacunas perante o conhecimento da EP e tratamentos não medicamentosos do distúrbio.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentEscola de Ciências Sociais e da Saúdept_BR
dc.publisher.initialsPUC Goiáspt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::FISIOTERAPIA E TERAPIA OCUPACIONALpt_BR
dc.degree.graduationFisioterapiapt_BR
dc.degree.levelGraduaçãopt_BR
Aparece nas coleções:TCC Fisioterapia



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.

Ferramentas do administrador